Como detetar os problemas da baixa pressão do óleo num carro

Title

Como detetar os problemas da baixa pressão do óleo num carro

A verificação da pressão do óleo é um dos aspetos mais importantes a ser realizado na manutenção de um carro e todos os automobilistas devem estar atentos quando a pressão do óleo é baixa, dado que esta pode causar diversos problemas no veículo. Saiba como detetar os problemas da baixa pressão do óleo num carro e cuide da saúde do seu motor automóvel.

A baixa pressão do óleo no carro

A baixa pressão do óleo no carro traz consigo muitas consequências negativas para o automóvel e para as suas peças principais. A existir, ela poderá causar várias anomalias no motor e pode, inclusive, forçá-lo a ter de parar e a encostar o seu veículo à berma da estrada. Esta situação acontece porque algumas peças automóveis não recebem a quantidade de óleo necessário para desempenharem as suas funções e isso afeta a performance da viatura na estrada. Se não for tratada atempadamente, o automóvel poderá ficar com a junta da cabeça partida e aí os gastos serão mais avultados. Para que isso não aconteça, deve conhecer quais são as causas que conduzem à baixa pressão do óleo num carro e saber como corrigi-las. São elas:

Um sensor defeituoso

O seu carro tem um sensor sob o capô que lhe dá a conhecer a quantidade de óleo que se encontra disponível para o funcionamento de todas as peças de um automóvel. Esse sensor está diretamente ligado a uma luz no painel de instrumentos, no entanto, à semelhança de qualquer dispositivo elétrico, poderá ter uma avaria. Ele pode deixar de funcionar por uma série de razões: o tempo de utilização, a ferrugem ou uma desconexão acidental. Para que isso não aconteça, pois os resultados podem ser desastrosos, é necessário determinar se o sensor está a funcionar corretamente. Pode fazê-lo ao analisar os aspetos seguintes:

  • Verificar se o cárter do óleo está cheio;
  • Observar se existe alguma fuga de óleo no cárter, linhas ou juntas que constituem o motor;
  • Levar o carro a uma oficina de automóveis e solicitar os serviços de um mecânico qualificado para testar o sensor.

Ao realizar estes testes consegue determinar se o sensor do óleo do seu automóvel está ou não a funcionar corretamente.

Uma fuga de óleo

Para verificar se existe uma fuga de óleo num carro, é necessário observar com a máxima atenção a estrutura mecânica que se encontra debaixo do automóvel. Se verificar que existe uma enorme quantidade de óleo no chão onde o veículo está estacionado, é muito provável que exista uma fuga de óleo. Contudo, nem todas as fugas de óleo são fáceis de serem identificadas. A melhor maneira de a descobrir, passa por deitar-se debaixo do automóvel e limpar corretamente o cárter, mangueiras e todo o tipo de conexões e aguardar alguns minutos. Posteriormente, o óleo começará a verter de novo e, dessa forma, já conseguirá verificar o local exato onde a fuga está a ocorrer. Deve corrigir essa fuga o quanto antes, de forma a proteger as peças automóveis restantes.

A falta de óleo

Uma das maneiras mais fáceis de confirmar se existe uma baixa pressão do óleo, passa por determinar a quantidade de óleo que se encontra realmente no veículo. Deve verificar o nível do óleo do carro e para o fazer corretamente, deve seguir os 5 passos seguintes:

  • Abrir o capô do carro e localizar onde o óleo é colocado
  • Retirar a tampa e a vareta do óleo
  • Utilizar uma toalha de papel para limpar a vareta do óleo
  • Colocar a vareta do óleo de novo no motor
  • Examinar a marca do óleo que aparece na respetiva vareta

Tenha em atenção que a medição do nível do óleo deve ser realizada quando o motor estiver frio, preferencialmente na parte da manhã. O facto de existir pouco ou nenhum óleo poderá ser a causa da baixa pressão.

O filtro do óleo

O filtro do óleo tem a finalidade de remover todas as partículas e resíduos indesejáveis que podem estar contidos no óleo do motor. Este tipo de sujidade pode causar muitos problemas no motor de um carro e, como tal, o filtro deve ser substituído com regularidade. Se o filtro estiver sujo, ele perde toda a sua eficácia, o que vai conduzir ao entupimento do motor e ao estabelecimento das baixas pressões. Para que isso não se suceda, deve mudar o filtro do óleo segundo as recomendações do fabricante ou sempre que mudar o óleo do motor do seu veículo. Ao fazê-lo estará a zelar pela saúde do seu automóvel e das suas peças constituintes.

artigos relacionados

Amolgadelas

O mundo dos superdesportivos está reservado a...

Amolgadelas

À medida que o tempo vai avançando vão surgindo novos...

Amolgadelas

Se já constituiu família e está na altura de abandonar o...

Amolgadelas

Após um longo período em que a criatividade das marcas...

Amolgadelas

Quando se pensa em seguro automóvel lembramo-nos logo...

Amolgadelas

O sistema de alerta de ângulo morto foi inventado pela...

Amolgadelas

Ter um acidente automóvel não é seguramente algo pelo...

Amolgadelas

Ao longo dos tempos sempre foram aparecendo mitos e...

Amolgadelas

Quando temos um carro existem alguns pontos que devemos...

Amolgadelas

Existem muitas dúvidas quando se fala da garantia de um...