Como saber se os amortecedores do carro estão em bom estado

Title

Como saber se os amortecedores do carro estão em bom estado

Os amortecedores desempenham um papel primordial na condução e no desempenho de um automóvel. Para não andar aos solavancos na estrada é necessário que os amortecedores do seu carro estejam em perfeitas condições. Para ter uma boa suspensão automóvel verifique se os amortecedores estão a funcionar corretamente, só assim conseguirá ter a máxima segurança na estrada e beneficiar de todo o conforto de cada viagem.

O Sistema de suspensão e os amortecedores

O sistema de suspensão é um mecanismo que liga as rodas ao chassis ou carroçaria de um carro. Os amortecedores, em conjunto com as molas, as barras estabilizadoras, acoplamento e casquilhos são os componentes da suspensão de um carro. De todos os elementos constituintes da suspensão automóvel, os amortecedores são os que mais se distinguem, pois a sua principal função consiste em amortecer as vibrações do chassis e das rodas, mantendo um contacto permanente entre as rodas e a estrada.

Sem amortecedores ou com os mesmos em mau estado, o seu carro é uma autêntica “bailarina” na estrada, tal é a forma que balanceia de um lado para o outro ao mínimo desnível do asfalto, independentemente de estar a conduzir depressa ou o mais devagar possível.

Uma outra característica muito importante é a de que os amortecedores são resistentes à velocidade, quer isto dizer que quanto mais rápido for o movimento a que forem sujeitos, maior será a resistência que oferece a esse movimento e, consequentemente, um maior conforto, comodidade e aderência ao piso da estrada.

Os amortecedores são assim um elemento muito importante para a segurança do carro e conforto dos passageiros durante a condução, além de proporcionar uma enorme estabilidade ao veículo.

Como funcionam os amortecedores

Teoricamente os amortecedores controlam os movimentos da suspensão de forma a manter os pneus do automóvel em contacto com o solo, independentemente do tipo de superfície apresentada.

Na prática, este processo é um pouco mais complexo e é necessário entender a constituição de um amortecedor. A parte superior de um amortecedor apresenta uma haste que está afixada ao chassis do automóvel e suporta o peso suspenso do veículo. Esta haste está ligada a um pistão que contém o óleo hidráulico e a passagem deste, através de válvulas, amortece o movimento de vibração da suspensão. É este movimento de vibração que garante a eficácia dos amortecedores.

Por outro lado, a parte inferior está presa ao eixo, próximo da roda e esta domina o peso não-suspenso do carro, o que permite manter a estabilidade na estrada.

Os amortecedores não absorvem impactos, as molas é que o fazem através de um sistema de compressão (quando o pistão se move para baixo, comprimindo o óleo hidráulico na câmara inferior) e de distensão (quando o pistão se move para cima, retendo o óleo hidráulico na parte superior).

Quando as rodas ultrapassam um determinado obstáculo na estrada, as molas balançam e repetem a oscilação por um período de tempo, mesmo depois de terem superado o obstáculo. Se os amortecedores estiverem em mau estado, isso significa que as rodas perdem o contacto com o terreno e embatem violentamente no solo, o que afetará consideravelmente a saúde das suas finanças.

Acompanhe sempre o estado dos seus amortecedores e faça uma revisão periódica a cada 20,000 km e substitua-os a cada 50,000 km.

Como saber se os amortecedores estão em bom estado

O desgaste dos amortecedores é de difícil verificação porque é feito de um modo lento e progressivo e isso leva o condutor a habituar-se ao comportamento do automóvel nesse estado, pensando que esse é o seu funcionamento normal. Porém, existem sinais que denotam um mau funcionamento dos amortecedores. O seu carro comunica-os, apenas tem que os decifrar. São eles:

A travagem: Os amortecedores desempenham um papel essencial na travagem de um veículo, pois garantem que o automóvel pare atempadamente, caso contrário o automóvel colidiria com um outro ou contra qualquer obstáculo e os danos seriam muito elevados. O facto de conduzir o seu automóvel com os amortecedores gastos aumenta a distância de travagem do seu veículo, independentemente de os travões serem novos ou usados. A distância do momento em que visualiza um determinado obstáculo ou perigo e leva o pé ao travão até à distância em que efectivamente o seu automóvel para é enorme, o que conduz a acidentes e a perdas financeiras irreparáveis;

A iluminação do automóvel: Quando os amortecedores não estão nas melhores condições, os faróis dianteiros oscilam e não iluminam a via pública de uma forma uniforme, o que coloca em risco a sua segurança e a dos demais. Uma iluminação deficiente pode ofuscar os condutores que circulam em sentido contrário e os riscos de provocar um acidente rodoviário sobem consideravelmente;

Os pneus: Independentemente de ter escolhido os melhores pneus para o seu automóvel, os amortecedores, quando se encontram corroídos, aumentam o desgaste dos pneus e impedem que estes adiram correctamente ao asfalto, resultando numa falta de segurança gigantesca;

A performance na estrada: Quando sente que o seu veículo começa a “fugir” nas curvas, ou que estremece sempre que enfrenta uma rajada de vento mais forte, isso poderá significar que os amortecedores não estão a funcionar corretamente. Quando assim é, principalmente no Inverno, o risco de aquaplaning é maior, o que conduz ao comprometimento da estabilidade e segurança do seu veículo na estrada;

A direção do automóvel: Um sinal de que os amortecedores do seu carro não estão a funcionar aquilo que é esperado é quando a direção do automóvel permanece desalinhada depois do condutor fazer uma curva. O volante tem dificuldade em regressar à sua posição inicial e o condutor é “obrigado” a alinhar as rodas do carro. A direção fica mais “dura”, aumentando a dificuldade em fazer curvas na estrada e manobras como o estacionamento, o que torna a condução muito mais cansativa;

Marcas de óleo no chão: Verifique se no chão onde estacionou o seu veículo tem alguma mancha de óleo. Em caso afirmativo, isso quer dizer que pode existir uma fuga de óleo dos amortecedores do seu carro e, como tal, deve ser corrigida o quanto antes.

É também de destacar que quando os amortecedores, ou uma outra peça automóvel está em sub-rendimento, todas as outras componentes estão afetadas. Como no caso dos amortecedores, quando os mesmos estão danificados corre o risco de danificar o chassis, os pneus, os travões, os rolamentos das rodas, os apoios do motor, entre outros. Daí ser muito importante uma revisão geral de todas as peças automóveis, só assim evita reparações dispendiosas e poupa dinheiro com isso.

Para garantir o melhor desempenho do seu automóvel na estrada, confirme se os amortecedores estão a funcionar corretamente. Assim está a salvaguardar a sua segurança e a dos demais e beneficiará do máximo conforto da condução.

artigos relacionados

Amolgadelas

O mundo dos superdesportivos está reservado a...

Amolgadelas

À medida que o tempo vai avançando vão surgindo novos...

Amolgadelas

Se já constituiu família e está na altura de abandonar o...

Amolgadelas

Após um longo período em que a criatividade das marcas...

Amolgadelas

Quando se pensa em seguro automóvel lembramo-nos logo...

Amolgadelas

O sistema de alerta de ângulo morto foi inventado pela...

Amolgadelas

Ter um acidente automóvel não é seguramente algo pelo...

Amolgadelas

Ao longo dos tempos sempre foram aparecendo mitos e...

Amolgadelas

Quando temos um carro existem alguns pontos que devemos...

Amolgadelas

Existem muitas dúvidas quando se fala da garantia de um...