Que revisões fazer a um carro

Todos os anos os carros precisam de uma revisão a fundo para ver em que estado todas as peças automóveis se encontram. Os carros semi novos ou novos, à semelhança dos carros mais antigos, precisam de um acompanhamento cuidado de modo a evitar todo o tipo de acidente de carro e também para ter a melhor performance na estrada. O carro e as suas peças valem pelo seu conjunto, pois a garantia de segurança máxima e a prevenção de um acidente de carro só existe quando o carro tem as melhores peças automóveis.

A revisão, o que é?

A revisão de um carro é uma verificação regular e completa de todos os circuitos e peças automóveis. O acompanhamento da “saúde” do seu carro, permite que este tenha um bom desempenho na estrada e, consequentemente, uma maior segurança.

A revisão periódica e constante de um carro, sejam carros semi novos, novos ou usados, garante o correcto funcionamento do seu carro e previne o desgaste das peças automóveis, o que lhe permitirá poupar tempo, dinheiro e, acima de tudo, problemas!

Tipos de revisão

É ponto assente que um carro precisa de uma revisão periódica para conseguir circular nas melhores condições, de forma a evitar qualquer tipo de acidente. A validade da revisão automóvel pode ser feita pela quilometragem ou pelo tempo do seu carro. Pela quilometragem é aconselhável que a revisão seja feita a cada 10,000 quilómetros. Se não tiver a noção dos quilómetros que o seu carro já percorreu, leve-o à revisão de 6 em 6 meses.

A inspecção automóvel é obrigatória para todos os carros e no caso de ser detectada alguma anomalia que afecte gravemente as condições de funcionamento de um carro, é necessária, automática e obrigatoriamente, uma revisão ao carro.

A revisão de um carro pode ser feita pelo próprio utilizador, pelo concessionário da marca do seu carro, ou por um mecânico da sua confiança. Fique a conhecer, como se pode processar a revisão e por quem:

O utilizador/proprietário do carro

O utilizador ou o proprietário do carro pode fazer uma revisão básica, de forma a garantir a máxima durabilidade de todas as peças e um melhor funcionamento do carro. Não é preciso ser nenhum entendido na matéria, nem tão pouco vai sujar a sua roupa com o óleo do carro, mas vai certamente poupar algum dinheiro. Trata-se de uma verificação rápida do nível de óleo do motor, líquido do radiador, líquido dos travões e a pressão dos pneus. Além de trabalhar para capitalizar ao máximo os conceitos de segurança e prevenção rodoviária, este sistema é, sem dúvida, um modelo eficaz para a diminuição de riscos e custos.

Esta verificação ao carro é muito útil, mas não será suficiente para detectar todos os problemas com a devida antecedência.

O concessionário da marca

O concessionário da marca é o local ideal para fazer a revisão do seu carro. Além da revisão básica, que também pode ser feita, são analisados todos os circuitos e comandos eléctricos do carro. Trata-se de uma revisão mais detalhada e aprofundada.

Contudo e, principalmente, por questões económicas, as pessoas nem sempre se deslocam às marcas para fazerem a revisão ao seu carro, uma vez que as peças de origem são sempre mais caras. Durante o período da garantia, é comum os proprietários de carros levarem o seu carro ao respectivo concessionário, contudo, quando a garantia termina, surgem outras hipóteses para a revisão do carro.

O seu mecânico

No seguimento do parágrafo anterior, a hipótese mais forte que se levanta quando termina a garantia obtida na compra do seu carro semi-novo, novo ou usado, é o mecânico da sua confiança. Na oficina do seu mecânico de eleição podem ser feitos os mesmos trabalhos que no concessionário da marca, salvo raras excepções. No entanto, e esta é a principal vantagem, o preço é mais acessível, graças ao recurso das peças automóveis da concorrência ou às peças da sucata.

Os trabalhos realizados na substituição de peças automóveis

Na revisão, são efectuados vários trabalhos com o intuito de avaliar as condições gerais que o carro tem para circular na estrada. Para obter uma melhor performance do seu carro podem ser realizadas inúmeras afinações que garantem a máxima rentabilidade das peças automóveis. Podem ser substituídos os óleos, os filtros, as velas, as luzes, as escovas, os travões, as correias, os equipamentos de segurança, os pneus e até algumas peças do motor. Fique a conhecer as peças automóveis susceptíveis à revisão.

Revisão da água do radiador:

Este é um ponto muito importante que deve ser verificado periodicamente, pois a consequência da falta de água no radiador do carro leva ao aquecimento do motor e isso pode provocar danos irreparáveis. O ideal é que a água esteja exactamente no nível máximo ou entre o nível mínimo e máximo. Abra o reservatório de água do radiador quando o carro estiver com o motor frio; enquanto o motor está quente a água pode espirrar para fora do reservatório e isso acarreta graves queimaduras;

Revisão do nível do óleo do motor:

É um dos pontos mais importantes numa revisão, pois a falta ou o excesso de óleo no motor pode causar danos sérios ao motor do carro. A vareta de verificação está junta ao motor do carro. É aconselhável fazer a verificação do óleo quando o motor está frio, assim consegue ver com uma maior precisão os níveis de óleo que o motor apresenta. Se o nível for baixo, não acrescente óleo novo ao óleo usado, pois a mistura pode “gripar” o motor;

Revisão do filtro de combustível:

O filtro de combustível é responsável por filtrar todo o combustível que o carro queima e deve ser trocado a cada 15,000 km, caso contrário, danifica a bomba de combustível;

Revisão do filtro de ar:

O filtro do ar é uma peça que limpa o ar que vai para dentro do motor. Este filtro deve ser mudado a cada 15,000 km para garantir um bom funcionamento do motor, óleo e restantes filtros;

Revisão do filtro do ar condicionado:

O filtro do ar condicionado é o responsável pela purificação do ar do interior do carro. Deve ser trocado a cada 15,000 km para não acumular fungos e bactérias nocivas à saúde;

Revisão das luzes:

A revisão das luzes é das verificações mais fáceis de serem feitas, pois, devem estar todas em funcionamento. Caso não estejam a funcionar, basta deslocar-se a um electricista ou casa da especialidade para trocar;

Revisão dos pneus:

Os pneus carecas são os grandes causadores de acidentes de carros, saiba como escolher pneus. À medida que os pneus se vão desgastando o carro vai perdendo a aderência ao piso e isso faz com que possa perder o controlo do carro e aumente, significativamente, as hipóteses de um acidente de carro. Os pneus possuem um marcador e quando a superfície do pneu estiver ao nível do marcador é necessário efectuar a troca dos pneus. Não se esqueça de manter os pneus do seu carro calibrados, isso garantir-lhe-á um maior desempenho do seu carro;

Revisão dos travões:

Se está a conduzir o seu carro e tiver necessidade de levar o pé ao travão e, nesse mesmo instante, ouvir algum barulho, ou sentir que os travões perderam um pouco da sua eficiência, tem de os verificar. Pode ser alguma anomalia em relação às pastilhas, aos discos ou aos fluidos e será necessário colocar peças novas;

Revisão do alinhamento do carro:

A revisão do alinhamento do carro é muito importante, na medida em que se evita o desgaste desnecessário de pneus e mantém o carro estável. Deve ser feito um alinhamento ao carro a cada 10,000 km;

Revisão eléctrica:

Para uma revisão completa do seu carro, deve prestar atenção à componente eléctrica do seu carro. Verifique todas as peças eléctricas, como a bateria, motor de arranque, alternador e todos os fusíveis;

Resumindo, a revisão do carro garante o melhor funcionamento e uma maior rentabilidade das peças automóveis. A revisão do carro é um dos elementos fundamentais na prática da boa condução, na medida em que garante uma maior segurança e prevenção rodoviária.

Média: 4.3 (47 votos)
Pesquisa
Iniciar sessão
Votação
Quando comprou o seu atual carro, ele era::
Newsletter

Mantenha-se informado sobre as novidades do Amolgadelas!