Error message

  • Não foi possível criar o ficheiro.
  • Não foi possível criar o ficheiro.

10 coisas que o seu mecânico não lhe diz

Mecânico pensativo

Title

10 coisas que o seu mecânico não lhe diz

Na reparação de um carro existem vários aspetos aos quais todos os automobilistas devem estar atentos de forma a proteger o seu veículo e garantir a saúde da sua carteira. Existem algumas coisas que o seu mecânico não lhe diz, sendo exigido ao condutor a perspicácia de as ler nas entrelinhas. Conheça as coisas que o seu mecânico não lhe diz e saiba como lidar com elas.

1. Qual é a oficina mais indicada para o seu problema

O mecânico não lhe vai dizer qual o melhor local para consertar o seu veículo, pois todos consideram a sua oficina um santuário no que à reparação de carros diz respeito e também não quer perder a oportunidade de fazer negócio.

Quando um automóvel tem alguma irregularidade, existem muitas opções quanto ao local onde os condutores a podem reparar. Podem deslocar-se ao concessionário onde o adquiriram, ao representante da marca, a uma oficina automóvel especializada, ou a um mecânico independente ou até, em casos de emergência, a uma estação de serviço.

O condutor deve ser o primeiro a avaliar se o veículo está em condições de ser reparado, pois o valor da reparação pode ser superior ao valor comercial do automóvel e, nesses casos, a sucata será o melhor destino, ganhado já razões para comprar um carro novo.

2. Quais as competências certificadas que tem

O que distingue um mecânico dos demais é a qualidade dos seus serviços, o reconhecimento e a notoriedade atingidos. Como tal, a certificação da oficina e dos empregados são palavras-chave.

Ao optar por reparar o seu automóvel numa oficina automóvel ou num mecânico independente, o condutor deve estar atento aos certificados que essa mesma oficina ostenta e se está tudo legalizado. Se não cumprem com a lei, como poderão cumprir na reparação do seu carro?

Os técnicos de mecânica podem ser especializados em diferentes áreas, tais como: Travões, Sistemas Eléctricos, Motores, Aquecimento, Ar condicionado, Diagnóstico e Emissão. Um bom mecânico é aquele que alia a experiência à formação. Mais de dois anos de experiência são os requisitos básicos.

Certifique-se com o seu mecânico acerca do funcionário que vai reparar o seu veículo e conheça as áreas em que ele é certificado, assim o seu automóvel estará em boas mãos.

3. Quais os reparos desnecessários

As reparações adicionais que um mecânico faz a um determinado veículo são uma das principais queixas que os condutores dirigem aos seus mecânicos.

O que pode estar na origem de uma reparação desnecessária é a ignorância e a falta de conhecimento do próprio mecânico que vai substituindo as peças de forma a solucionar o problema que possa estar a afectar a viatura. Muitas das peças substituídas podem não estar directamente relacionadas com o problema, no entanto, é o automobilista que as paga. Por outro lado, o próprio mecânico pode estar a agir de má fé com o intuito de obter mais ganhos nos gastos dos condutores.

4. Que pode estar a ser cobrado por um serviço que não foi feito

O condutor deve estar particularmente atento aos trabalhos desenvolvidos no seu veículo, de modo a saber se as irregularidades se mantêm ou se já foram ultrapassadas, pois pode estar a ser cobrado por um serviço que não foi feito. Se, depois da reparação, o carro ainda tem o mesmo problema, isso significa que a dificuldade não foi solucionada e a responsabilidade deve recair sobre a própria oficina.

Se o condutor pretender, pode exigir sempre as peças velhas de volta. Algumas oficinas têm a prática de mostrar as peças substituídas ao condutor, o que não invalida que as peças pertençam realmente ao carro reparado.

5. Para pedir uma segunda opinião

Obter uma segunda opinião é um imperativo para as grandes reparações e uma vantagem para todos os condutores. Num mercado competitivo como este, a concorrência poderá ter outras opções que o condutor não tinha conhecimento e isso pode fazer toda a diferença na hora de decidir.

Tenha cuidado com os mecânicos que dizem que agora já é tarde demais para obter outras opiniões, pois já desmontaram o motor do seu carro ou a transmissão, isso poderá significar que está a esconder algo e não querem que mais ninguém saiba.

6. Que as peças da concorrência podem ser mais acessíveis

Quando chega a altura de fazer uma vistoria ao carro e substituir alguma peça, o condutor pode poupar muito dinheiro ao optar por peças que se encontram na concorrência. O que sucede na maior parte dos casos é que a reparação feita pelo mecânico passa pela substituição da peça existente por uma nova e aí os gastos são mais avultados.

Por exemplo, na substituição de um pára-choques, uma sucata automóvel poderá ser uma alternativa a ter em conta, pois lá encontram-se muitas peças que podem ser reaproveitadas.

7. Que o seu carro é muito avançado para ele

O mercado automobilístico está em constante evolução e todos os dias são lançados novos modelos de carros com materiais e peças de última tecnologia. No entanto, acompanhar as novas tendências é um investimento particular, pois são os próprios mecânicos que suportam esses custos. Este investimento é elevado e pode desencorajar os mecânicos a actualizarem-se, o que faz com que fiquem ultrapassados no tempo. 

Porém, o mecânico não diz taxativamente ao condutor que está desactualizado, nem que o automóvel é muito desenvolvido para os seus conhecimentos, pois essa era uma política de gestão desastrosa e colocaria a sua reputação em causa. No entanto, o condutor não deve adotar uma atitude passiva e de observância e, em caso de alguma dúvida, deve recolher outras opiniões.

8. A reparação do carro noutros locais pode ser melhor

Ao levar o seu automóvel a uma oficina de mecânica, vários problemas poderão estar a afectar o seu veículo, por exemplo, o seu carro poderá estar a precisar de mudar os travões, de substituir os amortecedores, ou o vidro não está a fechar correctamente, entre outros. Nesses casos, o mecânico pode sugerir que ele próprio trata de toda a reparação, contudo, pode não mencionar que esse trabalho será cobrado à parte e, como tal, a reparação será mais dispendiosa. Aqui, o condutor pode concordar com o mecânico porque o próprio mecânico pode ter um desconto de grossista associado, o que será mais vantajoso para o condutor, ou, se preferir, levar ele próprio o seu carro ao respectivo especialista.

9. Não garante certas peças e reparações

Um equipamento com garantia representa sempre uma mais-valia para todos os consumidores. Nos automóveis, o seu funcionamento é exactamente igual. Durante o prazo em que a garantia vigora, o condutor pode solicitar a reparação ou substituição gratuita de todas as peças que se apresentem com alguma anomalia ou defeito de fabrico. É também de registar que a garantia assume as suas responsabilidades, desde que a irregularidade não seja atribuída à negligência do condutor e/ou à má utilização do veículo.

Se o condutor ainda tem o carro dentro da garantia de fábrica, deve deixá-lo sempre no representante da marca, pois a mão-de-obra é qualificada, as peças automóveis são de origem e a substituição das mesmas é gratuita, o que permite ao condutor a poupança de muito dinheiro.

Contudo, nem todos os condutores conhecem os seus direitos e o que a garantia abrange e isso pode ser um erro grave para os automobilistas, pois o mecânico poderá ocultar essa informação para que o arranjo seja feito fora da garantia, logo, com custos associados.

10. Pode sempre reclamar

Se o condutor se sentir prejudicado de alguma forma por uma determinada oficina automóvel ou mecânico, o automobilista tem meios à sua disposição que podem ser accionados para defender os seus interesses. Pode sempre pedir o livro de reclamações para registar a sua indignação e insatisfação do serviço prestado e depois apresentar queixa nas autoridades competentes. Assim, a reclamação segue os trâmites legais e serão apuradas as devidas responsabilidades. Por outro lado, é uma forma de auxiliar outros condutores mais ingénuos, pois está a defender todos os condutores em geral e a impedir que esse determinado mecânico ou oficina continue com práticas duvidosas.

artigos relacionados

Amolgadelas

O mundo dos superdesportivos está reservado a...

Amolgadelas

À medida que o tempo vai avançando vão surgindo novos...

Amolgadelas

Se já constituiu família e está na altura de abandonar o...

Amolgadelas

Após um longo período em que a criatividade das marcas...

Amolgadelas

Quando se pensa em seguro automóvel lembramo-nos logo...

Amolgadelas

O sistema de alerta de ângulo morto foi inventado pela...

Amolgadelas

Ter um acidente automóvel não é seguramente algo pelo...

Amolgadelas

Ao longo dos tempos sempre foram aparecendo mitos e...

Amolgadelas

Quando temos um carro existem alguns pontos que devemos...

Amolgadelas

Existem muitas dúvidas quando se fala da garantia de um...